Tesouro vê extrapolação do mercado

O secretário adjunto do Tesouro Nacional, José Antonio Gragnani, afirmou na noite desta segunda-feira que o forte nervosismo do mercado financeiro justificou a decisão do Tesouro de cancelar o leilão de títulos desta terça-feira. "A volatilidade está muito alta e seria muito difícil para o mercado precificar os títulos", afirmou. "Estamos observando uma extrapolação do mercado". Gragnani afirmou que a realização do leilão poderia ser um elemento a mais para ampliar o estresse do mercado. O secretário acredita que o nervosismo do mercado é temporário e não a constituição de uma crise. As razões para esse nervosismo, são, na opinião dele, a deterioração do cenário externo.Gragnani disse que o risco país de diversos países emergentes aumentou nos últimos meses. "O risco país do Brasil subiu de abril até agora 45,8%, enquanto que a Colômbia teve seu risco elevado em 61,5% e a Turquia em 74,4%. Isso, para mim, caracteriza um movimento mais externo do que interno", afirmou.Na avaliação dele, o mercado está em busca de um novo patamar de preços dos ativos para se estabilizar, mas considera que um risco país acima de 800 pontos, como o verificado hoje é um exagero em relação às condições econômicas do País.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.