TIM antecipa banda larga fixa

A operadora de telefonia TIM decidiu antecipar o cronograma de lançamento de sua banda larga residencial. Em nota à imprensa, a companhia informou nesta terça-feira que o serviço denominado Live TIM, em fibra óptica, estará disponível a partir de quarta-feira para cerca de 200 mil domicílios da capital paulista, com preços a partir de R$ 89,90 mensais. A expectativa inicial era para setembro. Os custos do lançamento impactarão em R$ 11 milhões o terceiro trimestre.

RODRIGO PETRY, Agencia Estado

31 de julho de 2012 | 11h38

Com a venda de novas linhas de telefonia e internet 3G móveis suspensas em 18 Estados mais o Distrito Federal, a banda larga surge como alternativa de crescimento da receita.

Atualmente a conexão via fibra, pela divisão TIM Fiber, conta com 2.037 edifícios conectados e um total de 5.700 já autorizados para conexão. "Como suporte ao negócio de telefonia celular, já conectamos cerca de 70% de nossas antenas à rede da TIM Fiber no Rio de Janeiro e São Paulo, e os benefícios serão vistos nos próximos meses", afirmou a empresa no relatório de balanço do segundo trimestre.

Em 2011, a TIM comprou da AES a Atimus, que opera uma rede urbana de 5 mil quilômetros de fibras ópticas, em São Paulo e no Rio de Janeiro. Essa rede, usada em contratos corporativos e para ligar as antenas da própria TIM, começará a ser usada também para oferecer banda larga a clientes residenciais.

Segundo a empresa, este plano de banda larga residencial é "cerca de 20 vezes mais rápido que a média da banda larga fixa brasileira". "A Live TIM já está 100% adequada à nova resolução de qualidade do setor, que determina a entrega de pelo menos 60% da velocidade média contratada nos planos de dados até o final de 2012", destacou na nota Rogerio Takayanagi, presidente da TIM Fiber.

Tudo o que sabemos sobre:
operadorassuspensãoTIMbanda larga

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.