Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

TIM ganha mercado em janeiro enquanto Vivo e Claro cedem

Apesar da queda na participação do mercado, Vivo mantém liderança no setor com 33,712 milhões de clientes

Michelly Teixeira, da Agência Estado,

22 de fevereiro de 2008 | 11h32

A operadora de telefonia celular Vivo encerrou o mês de janeiro com 27,44% de participação de mercado, abaixo dos 27,68% constatados em dezembro de 2007, mas ainda na liderança no segmento de telefonia móvel no País. De acordo com os dados consolidados divulgados nesta sexta-feira, 22, pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), a Vivo possui 33,712 milhões de clientes.A TIM, segunda maior em número de clientes, ficou com 26,10% de participação no mercado do setor, ou 32,065 milhões de clientes, acima dos 25,85% indicados em dezembro do ano passado. Na terceira posição vem a operadora Claro, com 24,84% dos assinantes de telefonia celular, totalizando uma base de clientes de 30,517 milhões. Trata-se de uma ligeira queda ante a fatia de 24,99% apurada um mês atrás.A Oi aparece na quarta colocação com uma participação de mercado de 13,32% e 16,364 milhões de assinantes, ante uma presença de 13,21% no mercado em dezembro de 2007. Em quinto lugar aparece a Telemig Celular/Amazônia Celular, que apresentou redução em sua participação de mercado, de 4,4% para 4,34% do mercado, totalizando 5,332 milhões de clientes, enquanto a Brasil Telecom GSM aumentou a sua participação de 3,52% para 3,60%, ou 4,422 milhões de usuários. A CTBC Telecom Celular (0,30%) e Sercomtel Celular (0,06%) mantiveram a participação registrada no mês anterior. Dados geraisOs dados preliminares que a Anatel tinha divulgado no começo desta semana se confirmaram no levantamento consolidado anunciado nesta sexta. Segundo a agência, o número de linhas ativas de telefonia móvel cresceu 1,55% em janeiro, comparativamente a dezembro de 2007, quando a indústria de celulares apresentou seu crescimento mais expressivo desde a instalação dos serviços no Brasil, em 1990. Foram registrados 122,857 milhões de pontos no primeiro mês do ano, o que representa um avanço de 21,98% sobre igual intervalo de 2007. Do total de acessos, 99,217 milhões (ou 80,76%) são pré-pagos (ou cartões) e 23,640 milhões (ou 19,24%), pós-pagos (contas).Na comparação entre dezembro do ano passado e janeiro, houve 1,877 milhões de adições líquidas (resultado entre novas adesões menos cancelamentos) na comparação. Este número é 135,12% maior do que as 798,520 adições líquidas apontadas em janeiro de 2007. A tecnologia GSM continua em expansão e na liderança do mercado, com 97,903 milhões de acessos, ou 79,69% do total. A tecnologia CDMA tem 20,116 milhões de acessos (16,37%), e a TDMA, 4,822 milhões (3,93%). A tecnologia analógica AMPS possui pouco mais de 15 mil acessos (0,01% do total). RegiõesA região Centro-Oeste, que lidera o ranking por regiões, fechou o mês de janeiro com teledensidade (indicado utilizado internacionalmente para demonstrar o número de telefones em serviço em cada grupo de 100 habitantes) de 80,84%. A região Sudeste mantém a segunda posição, com índice de 71,88%. Em seguida vem a região Sul, com teledensidade de 71,15%.Na região Nordeste, o indicador é de 50,35%, enquanto o Norte exibe a menor densidade entre as regiões brasileiras, com índice de 47,48%.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.