TIM lança campanha publicitária nacional

A Telecom Italia Mobile (TIM) lança, nesta sexta-feira, sua campanha publicitária em escala nacional, para marcar a chegada oficial do serviço GSM. A abertura de 800 lojas está prevista para acontecer gradativamente a partir da semana que vem. Por enquanto, oito delas já comercializam os produtos da empresa em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília.Para o consumidor de maior poder aquisitivo, a TIM prepara, em parceria com a Volvo, o lançamento do serviço de telefonia móvel embutido no painel do veículo. A novidade já pode ser vista no Salão Internacional do Automóvel, que acontece esta semana no Anhembi, em São Paulo. O painel do carro embute espaço para colocação do TIM chip e os comandos do aparelho podem ser acionados no volante, onde também está o alto-falante.O jogador de futebol Ronaldo volta como principal garoto-propaganda da marca, mas os filmes terão ainda como protagonistas o músico Jorge Benjor, a atriz Maria Fernanda Cândido, a VJ Fernanda Lima e o cantor Toni Garrido.A TIM não revela os gastos com publicidade, mas os planos da operadora previam um investimento total de US$ 451,3 milhões para este ano, sendo que 70% disso já foi gasto na construção da rede e pré-lançamento dos serviços. A campanha foi desenvolvida pela Giovanni, FCB e tem filmes para TV com versões de 60 e de 15 segundos, além de anúncios em jornais, revistas e outdoors.O foco da campanha serão os benefícios da tecnologia que a TIM traz para o Brasil. A operadora é a segunda a utilizar a tecnologia GSM no País e a primeira a contar com cobertura nacional. A Oi, da Telemar, opera uma rede GSM em 14 Estados das regiões Sudeste, Norte e Nordeste.A intenção das peças é criar a expectativa no consumidor em relação à chegada da TIM. Para isso, será usado o refrão da música Zazueira de Jorge Benjor: "Ela vem chegando...". Entre as mensagens declaradas pelos artistas estão "Valeu a pena esperar pelo melhor", "Valeu a pena esperar pelo futuro", "Valeu TIM" e "Valeu a pena esperar pelo craque".

Agencia Estado,

10 de outubro de 2002 | 18h41

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.