TIM oferecerá serviço no Centro-Oeste

A Telecom Italia Mobile (TIM) começa hoje a operar, na região Centro-Oeste, o Serviço Móvel Pessoal (SMP), sucessor do celular com transmissão de voz, dados e imagem. De início, a TIM deverá oferecer os serviços em 24 cidades do Distrito Federal e dos Estados de Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.De acordo com o diretor-geral da TIM Centro-Oeste, Marco Heidempergher, em dezembro deste ano, a empresa deverá estender seus serviços a outras 24 cidades do Acre, de Rondônia e Tocantins. Até o fim do ano, a TIM terá 200 pontos de venda e 5.500 pontos de recarga para os telefones pré-pagos.De início, os pontos de recarga funcionarão nas agências dos bancos Itaú e Bradesco e nas casas lotéricas. No próximo mês, serão lançados os planos específicos para empresas. Os telefones da TIM, que usam tecnologia GSM (Global System for Mobile Communication), funcionam com um chip (TIMChip).Esse chip contém toda a memória do telefone agenda, ligações, número do telefone e código de identificação de usuário e pode ser usado em qualquer aparelho GSM. Ou seja, se o telefone quebrar, o chip se adapta facilmente a outro aparelho que usa a mesma tecnologia, sem comprometer os dados e sem necessitar recadastrar o telefone junto à operadora. Os aparelhos GSM custam, no mínimo, R$ 289,00 e os chips, se comprados separadamente, R$ 35,00 para o sistema pós-pago e R$ 45,00 para o sistema pré-pago. Os clientes da TIM poderão escolher dois planos de tarifas no sistema pós-pago e sete planos no sistema pré-pago. Os clientes que utilizam o sistema pré-pago poderão escolher uma tarifa única para todos os horários, de R$ 0,75 por minuto, ou uma tarifa reduzida no horário em que mais usam o telefone: pela manhã, à tarde ou à noite. Nestes planos por horários, a tarifa normal é de R$ 0,97 por minuto e a reduzida, de R$ 0,45 por minuto.Para os clientes do sistema pré-pago que falam muito ao telefone, as tarifas, por minuto, são de R$ 0,35 e de R$ 0,59, para quem compra um cartão de R$ 50,00. Quem adquire um cartão de R$ 70,00, por sua vez, tem tarifas de R$ 0,30 e de R$ 0,50. Os créditos não utilizados valem no mês seguinte.Segundo o diretor comercial da TIM Centro-Oeste, Stefano Sensi, a estimativa é de que 85% dos clientes da TIM utilizem o telefone pré-pago. "O pré-pago é apenas uma forma de pagamento. Simplesmente é um cliente que quer controlar sua conta antecipadamente. Não quer dizer que não tenha as mesmas facilidades do pós-pago", afirmou. "Não existe mais a penalização do pré-pago", acrescentou Sensi, ao comentar que os preços das modalidades pré-pago e pós-pago são praticamente iguais.Na modalidade pós-paga, a franquia é de R$ 26,00 com 12 minutos incluídos. A tarifa por minuto é de R$ 0,45 em horário normal e de R$ 0,35 no horário reduzido de segunda-feira a sábado, das 20 às 8 horas, e nos domingos e feriados.No outro plano pós-pago, estão disponíveis três faixa: de R$ 65,00, com 125 minutos incluídos; de R$ 110,00, com 250 minutos e, de R$ 182,50, com 500 minutos. Os minutos extras em cada faixa custam, respectivamente, R$ 0,36, R$ 0,29 e R$ 0,25. Segundo Sensi, 80% dos clientes no Brasil estão em um plano não adequado a seu perfil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.