finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

TIM tem lucro de R$ 2,2 bilhões em 2010, alta de 176%

No quarto trimestre, o ganho da empresa saltou 353%, para R$ 1,8 bilhão 

Agência Estado,

22 de fevereiro de 2011 | 07h29

A TIM Participações anuncia lucro líquido consolidado de R$ 1,884 bilhão no quarto trimestre de 2010, aumento de 353,56% na comparação com os R$ 415,526 milhões do mesmo período de 2009. No acumulado do ano, o lucro líquido soma R$ 2,212 bilhões, um crescimento de 176% ante os R$ 801 milhões de 2009. Os resultados são apresentados no padrão internacional de contabilidade, o IFRS, e o comparativo com dados de 2009 são pro forma, incluindo a operação da Intelig.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortizações) ficou em R$ 1,201 bilhão no quarto trimestre, um avanço de 10,7% na comparação com o mesmo trimestre do ano anterior, enquanto no acumulado de 2010 o indicador de medida de caixa somou R$ 4,193 bilhões, alta de 18,4%. A margem Ebitda no quarto trimestre ficou praticamente estável em 30,6%, ante 30,4% no mesmo período de 2009, ao passo que no ano ficou em 29,0% maior que os 25,8% de 2009.

A receita líquida total da operadora foi de R$ 3,926 bilhões no quarto trimestre, aumento de 9,9% ante igual trimestre de 2009, enquanto em 2010 a cifra alcançou R$ 14,457 bilhões, 5,2% acima dos R$ 13,747 bilhões de 2009.

O resultado financeiro líquido representa uma despesa de R$ 57 milhões no quarto trimestre contra R$ 30 milhões no quarto trimestre de 2009. No ano, as despesas financeiras líquidas somaram R$ 245 milhões ante receita pro forma de R$ 260,601 milhões em 2009.

Investimento

A TIM Participações pretende investir R$ 3 bilhões em 2011, com foco na ampliação da base de usuários, aceleração da migração fixo-móvel e no crescimento no segmento de dados, continuando o trabalho de fortalecimento da rede. "Soma-se a isso a ampliação da cobertura, mantendo a qualidade dos serviços", afirmou, Luca Luciani, presidente da TIM Brasil, em comunicado à imprensa. Em 2010, os investimentos cresceram 4,9%, para R$ 2,836 bilhões, "com foco na implementação do 3G e expansão e capacidade do 2G". O valor no padrão contábil BR Gaap ficou em R$ 2,55 bilhões, dentro da meta projetada para o ano (guidance), que era de R$ 2,5 bilhões.

A Administração está propondo a distribuição de R$ 496,6 milhões em dividendos, ante uma distribuição de R$ 204,1 milhões em 2009. O montante a ser distribuído representa R$ 0,2006 por ação (ON e PN) e R$ 2,006 por ADR (10 ações preferenciais). A proposta será analisada na Assembleia Geral Ordinária da Companhia a ser realizada em abril de 2011.

(Com Rodrigo Petry, da Agência Estado)

Tudo o que sabemos sobre:
timlucrobalanço2010IFRS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.