Reuters
Reuters

TIM tem lucro de R$ 200 milhões, mas receita tem queda de 5,3%

Base de clientes também teve queda de 12,9% quando comparado ao mesmo trimestre de 2015

Renato Carvalho e Circe Bonatelli, O Estado de S.Paulo

01 Novembro 2016 | 08h55

SÃO PAULO - A TIM divulgou o relatório com seus resultados do terceiro trimestre de 2016, confirmando o lucro líquido normalizado de R$ 200 milhões no período, ante R$ 175 milhões no terceiro trimestre de 2015, um crescimento de 14,2%. Em relação ao segundo trimestre, houve evolução de 320,8%.

Este número retira os efeitos de custos temporários com Recursos Humanos no terceiro trimestre deste ano, de R$ 23 milhões, além da venda de torres realizada nos segundo e terceiro trimestre de 2015, e segundo trimestre de 2016.

Em nove meses, o lucro normalizado da TIM somou R$ 391 milhões, ante R$ 800 milhões no ano passado, um recuo de 51,1%.

A receita líquida total no trimestre ficou em R$ 3,899 bilhões, queda de 5,3% na comparação anual, e crescimento de 2,1% em três meses. No ano, a receita chegou a R$ 11,574 bilhões, 11,2% menos que no ano passado.

A base de clientes da TIM atingiu 63,2 milhões no terceiro trimestre de 2016, montante que representa uma queda de 12,9% quando comparado ao mesmo trimestre de 2015. Segundo a companhia, a redução está relacionada à perda de clientes no segmento pré-pago, de 16,6% na comparação entre os mesmos períodos. Esse movimento ofuscou o ganho de clientes no segmento pós-pago, que foi de 3,1%.

Na tecnologia 3G, a base total de clientes alcançou 33,6 milhões de usuários, uma queda de 17,5%, devido à maior penetração de dispositivos 4G, cuja base atingiu 13,7 milhões de usuários, um crescimento de 170%.

Na banda larga fixa, segmento em que a companhia comercializa o serviço TIM Live, a base chegou a 300 mil clientes, expansão de 50% na comparação anual.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) normalizado somou R$ 1,303 bilhão entre julho e setembro, avanço de 0,5% em relação ao mesmo período de 2015. Na comparação com os três meses anteriores, o aumento foi de 8,2%. De janeiro a setembro, o Ebitda chegou a R$ 3,669 bilhões, queda de 6,6%.

A Margem Ebitda no terceiro trimestre de 2016 ficou em 33,4%, ante 31,5% no mesmo período de 2015, mesma margem do segundo trimestre deste ano.

O Capex da TIM no trimestre totalizou R$ 1,122 bilhão, 4% menos em relação ao mesmo período de 2015. No que diz respeito a alavancagem, a relação entre dívida líquida/Ebitda chegou a 0,68 vez ao final de setembro deste ano, ante 0,46 vez registrado um ano antes, e 0,78 vez em junho. A dívida líquida chegou a R$ 3,455 bilhões em setembro, ante R$ 2,502 bilhões em setembro de 2015. 

A TIM registrou lucro líquido recorrente de R$ 184 milhões no terceiro trimestre de 2016, queda de 48,7% em relação ao mesmo período de 2015. Na comparação com o segundo trimestre, quando o lucro foi de R$ 74 milhões, houve aumento de 147,3%. Em nove meses, o lucro recorrente somou R$ 386 milhões, recuo de 76,1% ante 2015.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) recorrente ficou em R$ 1,279 bilhão, ante R$ 1,562 bilhão no mesmo período do ano passado, queda de 18,1%, e aumento de 3,1% ante o segundo trimestre. No ano, o indicador soma R$ 3,641 bilhões, recuo de 28,8% ante 2015.

Operação. Os custos operacionais consolidados (opex) da TIM alcançaram R$ 2,620 bilhões no terceiro trimestre, crescimento de 2,6% em relação ao mesmo período do ano passado. Já os custos totais normalizados, que desconsideram custos temporários de recursos humanos no trimestre e vendas de torres, totalizaram R$ 2,597 bilhões, queda de 7,9% na mesma base de comparação.

Segundo a administração da TIM, os principais fatores para a redução do opex  normalizado continuam sendo as ações no escopo do Programa de Eficiência e a mudança na estratégia do negócio de aparelhos.

Mais conteúdo sobre:
SÃO PAULO TIM Recursos Humanos Ebit

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.