Títulos em protesto caem nos últimos anos

Levantamento feito pelo Instituto de Estudos de Protesto de Títulos do Brasil em relação ao movimento de títulos encaminhados a protesto na cidade de São Paulo mostra que a média diária atual de títulos encaminhados a protesto para cada cartório, medida nos últimos 20 anos, é a mesma de agosto de 1978, ano em que ocorreu a instalação do distribuidor de títulos. No mês passado foram distribuídos, para cada cartório de protesto da capital, cerca de 818 títulos diários, em média. Em agosto de 1978, essa média já era de 840 títulos. A média máxima diária de títulos distribuídos para cada cartório, verificada a cada ano no mês de agosto, chegou a atingir o máximo de 1.605 títulos em 1983 -portanto, há 17 anos. De lá para cá, essa média não se manteve nesse patamar e sofreu oscilações, mas nos últimos cinco anos sofreu uma queda sistemática. A tendência é de queda cada vez mais acentuada de diminuição de títulos em protesto. Confira as oscilações na tabela abaixo: Ano Títulos em protesto 1984 1348 1985 963 1986 563 1987 912 1988 914 1989 616 1990 759 1991 1030 1992 736 1993 752 1994 698 1995 1569 1996 1396 1997 1286 1998 1053 1999 893 Setembro de 2000 818

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.