TJLP em 6% ao ano visa não comprometer investimentos

A decisão do Conselho Monetário Nacional (CMN) de manter a Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP) em 6% ao ano visa manter o custo do investimento no País tendo como referência as atuais condições da economia brasileira. A afirmação é do secretário executivo adjunto do Ministério da Fazenda, Dyogo Oliveira. "O entendimento do voto é o de que o momento não exige nem aumento nem redução, de modo a não comprometer o custo dos investimentos necessários para o crescimento do País", considerou.

CÉLIA FROUFE E EDUARDO RODRIGUES, Agencia Estado

29 de setembro de 2011 | 17h35

Indagado por jornalistas a respeito da redução da diferença entre a taxa básica de juros (Selic), atualmente em 12% ao ano, e a TJLP, o secretário salientou que não há "essa rigidez" em relação à Selic. "Não existe uma fórmula de cálculo. (A TJLP) É baseada nas expectativas de longo prazo para o risco Brasil e a inflação", acrescentou.

Tudo o que sabemos sobre:
juroTJLPCMN

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.