DIDA SAMPAIO/ESTADAO
DIDA SAMPAIO/ESTADAO

'Todo o setor produtivo brasileiro terá taxas de juros mais baixas'

Para o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, TLP trará maior acesso a recursos por meio de um mercado de capitais 'mais amplo e profundo'

Entrevista com

Henrique Meirelles

Adriana Fernandes, O Estado de S.Paulo

05 Setembro 2017 | 21h48

Com a aprovação da nova taxa de juros que corrigirá os empréstimos do BNDES, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse ao Estado que as taxas de juros serão menores para todo o setor produtivo no País. 

Qual a importância da TLP para a política de juros? Vai ajudar a diminuir a Selic? 

A TLP é extremamente importante para a política de juros. Aumentará a capacidade do Banco Central de combater a inflação e controlá-la com juros menores. Hoje, o crédito que é relacionado à TJLP não é afetado pela mudança na Selic. Isso porque a TJLP é fixada administrativamente por períodos determinados. Com a TLP, os ajustes da Selic vão atingir grande parte do mercado e (a nova taxa), em consequência, dará maior poder à política do Banco Central e diminuirá as taxas de juros pagas por todos. Não apenas por empresas que são tomadoras de empréstimos do BNDES.

+'TLP encarecerá grandes projetos de infraestrutura', diz pesquisador da FGV

Os críticos alegam que os investimentos ficarão mais caros. 

Os investimentos tenderão a ficar na realidade de menor custo. Por quê? A introdução da TLP fomentará o mercado de capitais e ajudará o desenvolvimento de instrumentos que acessem diretamente o mercado de capitais, de longo prazo, a juros mais baixos. A existência hoje da TJLP, com juros subsidiados pelo Tesouro Nacional, faz com que não haja possibilidade de desenvolver o mercado de capitais de longo prazo no País. Não é possível competir com juros subsidiados pelo Tesouro. À medida que isso aconteça, a conjugação de acesso ao mercado de capitais com disponibilidade de recursos e com uma taxa Selic e taxa de mercado mais baixas permitirá maior disponibilidade de recursos para investimentos e a taxas mais baixas. 

Quais as consequências para o setor produtivo? 

O setor produtivo em consequência terá maior acesso aos recursos. Disponibilidades de um mercado de capitais mais amplo e profundo. E a possibilidade, portanto, de ter acesso de recursos através do sistema bancário como diretamente do mercado. Portanto, os investimentos poderão ser feitos com uma oferta maior de produtos e dando maior liberdade de empreender. Hoje, temos uma situação em que apenas as empresas do BNDES têm taxas de juros menores. Criaremos uma situação em que todo o setor produtivo brasileiro terá taxas de juros mais baixas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.