Tombini não descarta novo swap cambial

Operações levaram a ganho de R$ 21,1 bilhões em 2012, apontam dados do Banco Central

Renata Veríssimo, Eduardo Cucolo e Eduardo Rodrigues, da Agência Estado,

21 de maio de 2013 | 16h25

O presidente do Banco Central (BC), Alexandre Tombini, afirmou nesta terça-feira,21, que a instituição financeira liquidou no fim de março todas as posições com derivativos cambiais. Não descartou, no entanto, voltar a usar as operações de swap para corrigir distorções no mercado cambial.

"Não temos posição vendida ou comprada, mas isso não significa que este mecanismo tenha sido abolido. É um instrumento que tem se mostrado importante para reduzir a volatilidade e corrigir as distorções no mercado cambial", disse, em audiência pública na Comissão Mista de Orçamento do Congresso.

Tombini apresentou dados do resultado do BC em 2012. Ao longo do ano, a autoridade monetária teve lucro de R$ 24,6 bilhões.

No segundo semestre, o BC teve resultado positivo de R$ 12,3 bilhões. A administração das reservas também levou a um resultado positivo de R$ 21,2 bilhões e as operações com swaps cambiais levaram a um ganho de R$ 21,1 bilhões em 2012.

Tudo o que sabemos sobre:
BCAlexandre Tombiniswap

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.