EFE/EPA/YUAN ZHENG
EFE/EPA/YUAN ZHENG

bolha

Paulo Bilyk: "Quem está comprado em 4 ou 5 ações corre risco grande de perder tudo"

Top Picks: Ações da Vale e siderúrgicas devem continuar sentindo efeitos do coronavírus

Surto de coronavírus pode ter influência na economia chinesa, e consequentemente nos preços das commodities, especialmente o minério de ferro; por isso, aumenta a disposição dos investidores de vender as ações da Vale

Renato Carvalho, O Estado de S.Paulo

31 de janeiro de 2020 | 20h00

O coronavírus já provoca consequências na China, como o prolongamento do feriado de Ano Novo, e por isso, as ações da Vale e das siderúrgicas ficaram entre os destaques negativos do Ibovespa nesta semana, com quedas que superaram os 10%. Segundo analistas, essa instabilidade deve continuar nos próximos dias, mas a percepção sobre as companhias não é alterada por enquanto.

Todos os profissionais ouvidos pela coluna ressaltam que o surto de coronavírus pode ter influência na economia chinesa, e consequentemente nos preços das commodities, especialmente o minério de ferro. Por isso, aumenta a disposição dos investidores de vender as ações da Vale. Como explica Pedro Galdi, analista da Mirae Asset, as siderúrgicas acompanham o movimento por também produzirem minério, "ainda que em escala muito menor que a Vale". Além disso, os preços de seus produtos também são impactados pelas variações no insumo.

Enrico Cozzolino, analista do banco Daycoval, afirma inclusive que os efeitos do coronavírus devem aparecer nos resultados do primeiro trimestre deste ano, e isso inclusive contribui para piorar a percepção sobre as produtoras de commodities. "Mas vale ressaltar que caso o mercado exagere muito no pânico estes ativos podem ficar baratos, desde que os fundamentos não se alterem e os impactos decorrentes do corona vírus não saiam de controle".

Para a equipe de análise da corretora MyCap, há uma expectativa em relação ao ritmo de investimentos na economia chinesa e a possibilidade de redirecionamento dos produtos, que afetariam os preços globais do minério e do aço.

Luis Sales, analista da Guide Investimentos, não detectou ainda uma mudança na percepção de risco sobre Vale e siderúrgicas. "O que tivemos foi uma percepção de que a economia chinesa possa desacelerar com a propagação do coronavírus", explica.

Visão parecida tem Alvaro Bandeira, economista-chefe do banco digital Modalmais. Para ele, as medidas tomadas contra o surto podem desacelerar ainda mais o crescimento da China, o que prejudica as ações. "Porém, com o surto dominado, a China deve voltar a investir e crescer. Portanto, nossa percepção de risco sobre mineração e siderurgia não foi ampliada".

Para Entender

Coronavírus: veja o que já se sabe sobre a doença

Doença está deixando vítimas na Ásia e já foi diagnosticada em outros continentes; Organização Mundial da Saúde está em alerta para evitar epidemia

Com o início de fevereiro, mais corretoras revisam suas carteiras. É o caso da Ágora Investimentos, que fez três trocas. Entraram na lista Notre Dame Intermédica ON, Marisa Lojas ON e Usiminas PNA. O Daycoval fez duas mudanças, com as inserções de GPA PN e Minerva ON. A Socopa trocou CPFL ON por Hapvida ON.

Nas corretoras que fazem ajustes semanais, também houve muitas mudanças. O Modalmais reformulou toda a carteira, composta por Cosan ON, Klabin Unit, PetroRio ON, Vivara ON e Yduqs ON.

A Ativa Investimentos reestreia na coluna esta semana, recomendando Alpargatas PN, B3 ON, BR Properties ON, IRB ON e Yduqs ON. A Planner também fez três alterações, com as entradas de CSN ON, Hypera ON e Via Varejo ON.

A Mirae manteve somente Magazine Luiza ON em relação à semana passada, e incluiu Cogna ON, MRV ON, Raia Drogasil ON e Via Varejo ON. A MyCap fez três mudanças, com as entradas de Hypera ON, Minerva ON e Totvs ON. Por fim, a Guide fez duas alterações, com as entradas de Hapvida ON e Helbor ON.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.