Tóquio fecha em queda de 0,6%

A bolsa de Tóquio fechou com o índice Nikkei 225 em queda de 0,57%, ou 65,77 pontos, em 11.418,51 pontos. As constantes preocupações com a valorização do iene e o terrorismo global contribuíram para que os investidores realizassem lucros antes do final de semana, após os ganhos sólidos registrados pelo mercado nos últimos pregões. "O mercado está tomando um fôlego, antes do fim do ano fiscal (em 31 de março)", disse o vice-diretor geral da Nomura Securities, Massaki Higashida. As ações de bancos e do setor financeiro, que subiram ontem impulsionadas pelas esperanças de realinhamento, fecharam em queda. Acom, que saltou 13%, com notícias de que poderia estreitar laços com o Mitsubishi Tokyo Financial, recuou 7,7%. Os papéis de operadoras de supermercados e de outros grupos varejistas também caíram, depois dos ganhos acentuados registrados recentemente. Alguns players permanecem cautelosos por causa da ameaça de mais terrorismo global, incluindo atentados no Japão. Hoje a invasão liderada pelos EUA ao Iraque completa um ano. Higashida afirmou que, embora os investidores estrangeiros tenham comprado ativamente ações japonesas desde o início do ano, eles agora "podem estar cansados de comprar" após julgarem que os retornos dos mercados acionários globais não estão tão altos. Ainda assim, o analista espera que o mercado de Tóquio retome força em meados de abril, depois que os players locais fixarem seus planos de investimento para o ano fiscal que começa em 1º de abril.

Agencia Estado,

19 Março 2004 | 09h42

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.