Toyota e Caoa levam multa de quase R$ 1,5 mi por causa de atraso em recall

DPDC considerou que as empresas demoraram para iniciar a convocação de veículos para solução de defeitos

Rosana de Cassia, da Agência Estado,

17 de fevereiro de 2011 | 11h43

O Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC), vinculado ao Ministério da Justiça, aplicou multas à montadora Toyota e à distribuidora Caoa, que somam quase R$ 1,5 milhão, devido a demora na realização de recall. Os atos de cobrança foram publicados nesta quinta-feira, 17, no Diário Oficial da União.

Segundo nota do Ministério da Justiça, o grupo Caoa, distribuidor da Subaru no Brasil, recebeu duas multas por causa de duas diferentes campanhas envolvendo um modelo japonês. Em um dos casos, a montadora levou 60 dias, para resolver um problema na suspensão traseira do veículo. Em outro, a campanha começou com 25 dias de atraso. O problema no veiculo era um defeito no sistema eletrônico.

Já a Toyota, realizou o recall somente dois meses depois de relatados acidentes por consumidores e realizadas inspeções que comprovaram que a falta de fixação dos tapetes do Corolla estava causando a aceleração involuntária dos veículos.

"Quando o fato envolve a saúde e segurança do consumidor, não pode haver demora", afirmou a diretora do DPDC, Juliana Pereira, na nota divulgada pelo Ministério. "O Código de Defesa do Consumidor é absolutamente claro ao determinar que a comunicação deve ser imediata", acrescentou.

Tudo o que sabemos sobre:
toyotacaoasburarurecallatraso

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.