Toyota estende recall de carros nos EUA

Na segunda, jornal havia dito que montadora faria chamado de 2 mi de veículos na Europa

Danielle Chaves, da Agência Estado,

28 Janeiro 2010 | 08h46

A montadora japonesa Toyota Motor estendeu em mais 1,1 milhão de veículos o recall que está fazendo nos Estados Unidos e confirmou que planeja um chamado também na Europa. Na segunda-feira, o jornal japonês Yomiuri Shimbun havia afirmado que a companhia fará recall de 2 milhões de veículos na Europa. Hoje, a BBC publicou em seu site que a Toyota deve cortar 750 empregos em sua fábrica de Burnaston, no Reino Unido, em meados deste ano.

Relatos indicam que alguns modelos produzidos pela companhia, como os populares Camry e Corolla, têm defeitos no tapete, que pode ficar preso no pedal do acelerador. "A Toyota está fazendo todos os esforços para solucionar essa situação para nossos consumidores o mais rápido possível", disse a montadora em comunicado.

Na terça-feira, a companhia pediu que os revendedores dos EUA e do Canadá parem de vender oito modelos, em resposta às preocupações com os possíveis defeitos nos tapetes. A Toyota já anunciou dois recalls nos EUA. O primeiro, em outubro de 2009, envolveu 4,2 milhões de veículos e o segundo, na semana passada, acrescentou outros 600 mil veículos.

A companhia já se reuniu com representantes dos funcionários da unidade de Burnaston para discutir a situação e disse que a decisão tem relação com a capacidade e a eficiência da produção, de acordo com a BBC. A Toyota emprega 3,8 mil pessoas na fábrica, que já vem operando com capacidade reduzida há algum tempo. As informações são da Dow Jones.

Mais conteúdo sobre:
carros recall Toyota EUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.