Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Toyota planeja reduzir previsão de lucro novamente

As vendas de Toyota cairão ainda em cerca de 1 milhão de unidades a respeito das previsões de novembro

EFE

13 de dezembro de 2008 | 07h05

A Toyota planeja diminuir ainda mais suas previsões de lucro para a segunda metade do atual ano fiscal, que finaliza em março de 2009, e inclusive registrar perdas de perto de US$ 1,096 bilhões entre outubro e março. Segundo disseram fontes confidenciais à agência local de notícias "Kyodo", esta revisão em baixa se anunciará a partir de janeiro de 2009 e virá motivada pela enorme queda das vendas de veículo com a crise econômica global e a fraqueza do dólar frente ao iene. As vendas de Toyota cairão ainda em cerca de 1 milhão de unidades a respeito das previsões de novembro, segundo as citadas fontes. Caso finalmente a Toyota registre perdas, seria a primeira vez que ela perde dinheiro em um semestre desde 1999, quando estabeleceu os padrões de contabilidade dos EUA. No início de novembro, a Toyota baixou suas previsões de lucro para a segunda metade do atual exercício fiscal. Então, a companhia teve um lucro líquido de 550 bilhões de ienes (US$ 6,027 bilhões), 68% a menos do que o registrado durante a segunda metade do ano fiscal de 2007. A Toyota ainda previu um lucro por operações de 600 bilhões de ienes (US$ 6,575 bilhões), 73,6% a menos anualizados. Quanto às vendas, a companhia previu alcançar 23 trilhões de ienes (US$ 252,055 bilhões), 12,5% a menos do que no ano anterior. Caso ocorra nova revisão em baixa, o lucro por operações de Toyota durante todo o ano fiscal 2008 cairá cerca de 80% em relação ao ano anterior, segundo a "Kyodo". As previsões iniciais de Toyota eram de um lucro líquido de 1,25 trilhões de ienes (US$ 13,699 bilhões), um lucro por operações de 1,6 trilhões de ienes (US$ 17,534 bilhões), e umas vendas de 25 trilhões de ienes (US$ 273,973 bilhões). A Toyota ainda cortou em novembro suas previsões de venda global para o ano fiscal 2008 até 8,24 milhões de unidades, 673 mil veículos a menos do que no ano passado. A queda das vendas se viu especialmente afetada por uma menor demanda de veículos grandes e menos eficientes e dos países emergentes, que tinham sido chave até agora para impulsionar os lucros dos fabricantes. A Toyota deve revelar ainda este mês os números de uma nova previsão de vendas globais para 2009 que estará entre os 7,5 milhões e 8,5 milhões de veículos, e não os 9,7 milhões previstos inicialmente, segundo a imprensa japonesa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.