Toyota suspende produção no Mercosul por 3 dias por falta de peças

De acordo com a companhia, o ajuste não afetará o nível de emprego nas fábricas da Toyota Mercosul

AE, Agencia Estado

25 de abril de 2011 | 18h47

A Toyota anunciou na tarde desta segunda-feira, 25, que irá paralisar por três dias sua produção no Brasil e na Argentina para ajustar temporariamente sua produção nas fábricas de Indaiatuba, no Brasil, e de Zárate, na Argentina, por causa do gerenciamento de peças disponíveis fornecidas pelo Japão, como consequência do terremoto e do tsunami que afetaram o país em 11 de março.

Na unidade de Indaiatuba (SP), onde a empresa produz o sedã médio Corolla, a produção foi paralisada hoje e será suspensa por outros dois dias em maio, nos dias 6 e 20. Já em Zárate, onde produz a picape Hilux e o utilitário esportivo SW4, o segundo turno será suspenso em 13, 20 e 27 de maio. Em comunicado, a Toyota informou que "nenhuma decisão ainda foi tomada a respeito do cronograma de produção para após 31 de maio de 2011".

De acordo com a companhia, o ajuste não afetará o nível de emprego nas fábricas da Toyota Mercosul. Atualmente, a Toyota emprega mais de 7.100 pessoas nos dois países. Ainda segundo a empresa, a construção da nova fábrica da Toyota do Brasil, em Sorocaba, no interior de São Paulo, assim como a ampliação da capacidade produtiva da unidade de Zárate da Toyota Argentina não sofrerão alterações em seus cronogramas.

Tudo o que sabemos sobre:
montadoraproduçãoToyotaCorolla

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.