finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Toyota tem 1º lucro operacional em quatro trimestres

Montadora japonesa registrou ganhos de US$ 643 milhões e cortou previsão de prejuízo para o ano fiscal

Marcílio Souza, da Agência Estado,

05 de novembro de 2009 | 09h16

A montadora japonesa Toyota registrou, no terceiro trimestre deste ano (segundo trimestre fiscal da companhia), seu primeiro lucro operacional em quatro trimestres, de 58 bilhões de ienes (US$ 643 milhões). O grupo cortou para menos da metade sua previsão de prejuízo líquido para o ano fiscal que termina em março de 2010, para 200 bilhões de ienes. A previsão anterior era de prejuízo de 450 bilhões de ienes.

 

A previsão de prejuízo operacional para o ano diminuiu de 750 bilhões para 350 bilhões de ienes e a de vendas aumentou de 16,8 trilhões para 18 trilhões de ienes.

 

O lucro operacional obtido no trimestre julho/setembro deste ano representa uma queda de 65,8% em comparação com o lucro operacional de 169,48 bilhões de ienes de igual período do ano passado. O lucro líquido caiu 84% entre os períodos, de 139,81 bilhões para 21,8 bilhões de ienes. A receita recuou 24%, para 4,542 trilhões de ienes.

 

Apesar da forte queda da previsão de prejuízo, a estimativa da Toyota ainda sugere que a empresa está numa recuperação relativamente lenta em comparação com suas concorrentes Honda e Nissan; ambas preveem o retorno ao lucro operacional neste ano fiscal. No ano fiscal terminado em março deste ano, a Toyota registrou o primeiro prejuízo líquido em 59 anos.

 

A Toyota é presidida desde junho por Akio Toyoda, neto do fundador da companhia, e está passando por uma reestruturação. Entre as medidas tomadas pelo grupo estão a sua saída da Fórmula 1, anunciada ontem; a separação de sua divisão imobiliária, em outubro, e a informação divulgada em setembro de que venderá sua subsidiária de valores mobiliários. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Toyotabalançotrimestre

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.