Toyota vai investir R$ 1 bi em fábrica de Indaiatuba nos próximos 18 meses

Toyota vai investir R$ 1 bi em fábrica de Indaiatuba nos próximos 18 meses

Aporte será destinado à modernização da linha de produção e ao treinamento da mão de obra

André Ítalo Rocha, O Estado de S.Paulo

28 Setembro 2018 | 16h31

A Toyota anunciou nesta sexta-feira, 28, que vai investir R$ 1 bilhão na fábrica de Indaiatuba, no interior de São Paulo, pelos próximos 18 meses. 

O aporte, divulgado em evento que celebrou os 20 anos da planta, será destinado à modernização da linha de produção e ao treinamento da mão de obra.

A fábrica de Indaiatuba é responsável pela produção do Corolla, o carro mais vendido pela Toyota no mercado brasileiro e o sétimo no ranking de todas as marcas em 2018, segundo a Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). 

No Brasil, a montadora também produz veículos em Sorocaba (SP), peças em São Bernardo do Campo (SP) e motores em Porto Feliz (SP).

Todas as fábricas têm operado em dois turnos. As de Sorocaba e Porto Feliz vão incluir o terceiro turno a partir de novembro.

"O anúncio é mais um exemplo da confiança da empresa no Brasil e nos brasileiros. Com esse investimento, nossa fábrica se tornará mais flexível e competitiva com o intuito de atender às expectativas de nossos clientes e sermos mais competitivos em nossas exportações", afirma Steve St.Angelo, CEO da montadora para América Latina e Caribe.

Vendas

A Toyota foi uma das montadoras que menos sentiram a crise econômica dos últimos anos. A produção total de automóveis da empresa no Brasil tem crescido seguidamente desde 2011. Em 2017, foram 197 mil carros produzidos, alta de 11,8% em relação ao volume registrado em 2016.

Segundo a empresa, as vendas para o mercado interno e externo crescem todos os anos desde 2011. Em 2017, o consumo brasileiro de veículos produzidos pela montadora Toytota no Brasil alcançou 139,6 mil unidades, expansão de 5,3% na comparação com 2016. As exportações, por sua vez, avançaram 30%, para 57,9 mil unidades. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.