Trabalhadores aprovam greve se Sabesp não pagar PLR

Os funcionários da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) decidiram ontem, durante assembleia no Sindicato dos Trabalhadores em Água Esgoto e Meio Ambiente do Estado de São Paulo (Sintaema), que se a empresa não depositar a Participação nos Lucros e Resultados (PLR) de 2009 até 30 de abril entrarão em greve por tempo indeterminado no mesmo dia. A proposta encaminhada pela direção do Sintaema foi aprovada por ampla maioria. A categoria marcou nova assembleia em 29 de abril, às 18 horas, e ao longo da próxima semana o Sintaema fará protestos em várias áreas da Sabesp.

AE, Agencia Estado

23 de abril de 2010 | 11h06

Até o momento a empresa não se manifestou sobre a data do pagamento e nem apresentou a fórmula da PLR a ser aplicada. A Sabesp também não pagou a totalidade da PLR no ano passado de acordo com a fórmula usada, inclusive sem a incorporação dos adicionais. Na ocasião, o Sintaema protestou e ingressou com ação que ainda está em trâmite na Justiça.

Tudo o que sabemos sobre:
SabespgrevePLR

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.