Trabalhadores da Embraer entram em greve pela 3ª vez em outubro

Categoria para por 24 horas em protesto à proposta de reajuste salarial oferecida pela empresa

Wladimir D'Andrade, da Agência Estado,

31 de outubro de 2013 | 10h36

SÃO PAULO - Trabalhadores da Embraer iniciaram nesta quinta-feira, 31, uma paralisação de 24 horas para pressionar a empresa a aumentar a proposta de reajuste salarial, informou, em nota à imprensa, o Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região. A Embraer confirma a greve dos funcionários, mas fornecerá mais detalhes ao longo do dia.

O sindicato afirma que a paralisação afeta 100% da produção e administrativo da empresa. Na unidade da Embraer trabalham perto de 11 mil pessoas, informa a entidade.

Esta é a terceira vez somente no mês de outubro que os trabalhadores da Embraer protestam. Eles rejeitam proposta de reajuste de 6,07% referente à inflação de setembro de 2012 a agosto de 2013 mais 0,5% de aumento real a ser aplicado somente em janeiro. A categoria alega que em outros grupos de metalúrgicos os acordos foram fechados com aumento de 8%.

Balanço. A Embraer também divulgou seu balanço trimestral. De julho a setembro, a companhia registrou um lucro líquido de R$ 122,2 milhões, ante R$ 132,9 milhões em igual período de 2012. Este resultado representa uma queda de 8,05% no período. O lucro líquido atribuído aos acionistas da empresa totalizou R$ 118,7 milhões, ante R$ 132,6 milhões verificados no terceiro trimestre do ano passado, uma diferença de 10,48%.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) da fabricante de aeronaves foi de R$ 358,5 milhões no terceiro trimestre do ano. O valor representa avanço de 5,44% sobre os R$ 340,0 milhões reportados no período de julho a setembro de 2012. A margem Ebitda ficou em 12,2%, ante 12,0% no terceiro trimestre do ano passado.

A receita líquida da Embraer foi de R$ 2,943 bilhões, o que mostra uma alta de 3,46% sobre os R$ 2,845 bilhões divulgados no terceiro trimestre de 2012. No terceiro trimestre de 2013 a carteira de pedidos firmes a entregar (backlog) da Embraer era de US$ 17,8 bilhões, o que representa uma alta de 4,09% ante o anotado no segundo trimestre do ano (US$ 17,1 bilhões). A carteira de pedidos em 30 de setembro contava com um total de 1.362 pedidos firmes, 838 opções, 966 entregas e 396 pedidos firmes a entregar. No terceiro trimestre a empresa entregou 44 naves, sendo 19 jatos comerciais e 25 executivos.

A Embraer encerrou o terceiro trimestre deste ano com caixa líquido negativo de R$ 44 milhões, sendo que em igual período de 2012 o saldo era positivo em R$ 249,7 milhões e no segundo trimestre de 2013, de R$ 128,8 milhões. A companhia atribuiu a diminuição do caixa líquido aos investimentos e ao aumento de R$ 610,6 milhões nos estoques.

Tudo o que sabemos sobre:
embraergreve

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.