Trabalhadores da Volks fazem protesto nesta segunda

O Sindicato dos Metalúrgicos do ABC Paulista convocou todos os funcionários da Volkswagen a comparecerem à fábrica na manhã desta segunda-feira para tentar obter da montadora uma proposta melhor do que a apresentada pelo Sindicato Nacional dos Fabricantes de Veículos (Sinfavea), que reúne as montadoras.A Volks e a General Motors (GM) não fizeram propostas de acordo e decidiram ir à Justiça para pedir o julgamento do dissídio. A Ford, a Toyota e a Scania negociaram em separado, na semana passada, ajustes acima da inflação. A Mercedes-Benz também fez uma proposta semelhante.A greve dos metalúrgicos do ABC começou na quarta-feira (29). Os trabalhadores da Scania e Toyota já aprovaram o retorno ao trabalho. Os da Mercedes e Ford fazem assembléia amanhã. Os acordos assinados garantem um reajuste de 18,01% - que corresponde a 15,7% de inflação acumulada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) e mais 2% de aumento real - a partir do dia 1.º deste mês. O Sinfavea oferecia somente 15,7%. Quem ganha mais de R$ 5 mil receberá, no lugar do porcentual, uma parcela fixa de R$ 900,50, que será incorporada ao salário.Efeito dominó - Em Sorocaba, o Sindicato dos Metalúrgicos promete, a partir desta segunda, paralisar fábricas estratégicas da cadeia produtiva da linha automotiva. "Como as montadoras estão fechando acordo para não parar a montagem de veículos porque as vendas estão crescendo, vamos parar as fábricas de Sorocaba que abastecem as montadoras com peças e acessórios", explicou o presidente do sindicato, Izídio de Brito Correia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.