Trabalhadores de empresa ligada à Varig entram em greve no RJ

Os cerca de dois mil trabalhadores da VEM, subsidiária de manutenção da Varig, no Rio, suspenderam suas atividades na companhia na manhã de hoje. Eles alegam que a empresa não depositou o 13º salário e ainda não fez o repasse do reajuste acertado para 2005, de 6%, divido em três parcelas. "Os funcionários agüentaram tudo até agora, mas a diretoria da empresa está sendo irresponsável. Afinal somos nós que mantemos os aviões voando", disse Selma Balbino, presidente do Sindicato nacional dos Aeroviários.Segundo ela, será realizada ainda hoje uma assembléia para referendar a greve. Às 16 horas uma outra assembléia acontece na filial da VEM de Porto Alegre para decidir se a greve também será realizada naquela região, que conta com mais dois mil funcionários. As duas unidades, do Rio e de Porto Alegre, reúnem 90% das atividades da VEM, segundo a presidente do Sindicato.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.