Trabalhadores fazem amanhã ato por redução de jornada

Trabalhadores de metalúrgicas, indústrias químicas, gráficas, construção civil e empresas de transporte coletivo farão amanhã, no Dia Nacional de Luta pela Redução da Jornada de Trabalho, manifestações em vários pontos da capital paulista. Com o apoio da Força Sindical e de outras centrais, eles pedem a redução da jornada de trabalho de 44 horas para 40 horas semanais, sem a diminuição dos salários.Na próxima semana, um abaixo-assinado pedindo a mudança será entregue ao Congresso Nacional. Até hoje, informa a Força Sindical, o documento conta com cerca de 600 mil assinaturas.AtosO início das manifestações está marcado para as 5 horas da manhã (de Brasília), no Trevo do Km 16 da Rodovia Raposo Tavares e na Avenida Otaviano Alves de Lima, 4.400, na Freguesia do Ó. Os presidentes das centrais sindicais estarão, a partir das 8 horas, na Avenida Roberto Marinho, na zona sul, e seguem para a Rua 24 de Maio, no centro de São Paulo, onde devem estar às 11 horas. Às 12 horas, os sindicalistas têm compromisso no Parque Dom Pedro, na região central da capital.Também haverá manifestações pró-redução da jornada de trabalho em outros 15 Estados, entre eles Rio de Janeiro, Minas Gerais e Rio Grande do Sul. A informação é da Força Sindical.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.