Trabalhadores investem R$ 1,25 bi em ações

Os trabalhadores com Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) já investiram cerca de R$ 1,25 bilhão na compra de ações da Petrobras. O levantamento parcial foi feito pela Caixa Econômica Federal neste último final de semana, com base nos dados já repassados pela rede bancária.No levantamento parcial, segundo a Caixa, podem não estar computados dados relativos aos últimos dias. Ontem, no vencimento do prazo para a adesão dos trabalhadores, os dados puderam ser repassados pela rede bancária até às 22 horas. A partir desse horário, a Caixa iniciou o processamento dos dados completos para repassá-los pela manhã ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).A opção de utilizar o FGTS para a aquisição de ações da Petrobras foi facultada até o limite total de R$ 3,2 bilhões. É esse o montante da dívida vencida que o Fundo de Compensação de Variações Salariais (FCVS) tem para com o FGTS. Cada trabalhador pôde, individualmente, usar até a metade do saldo da sua conta vinculada de FGTS para comprar ações. Sobre a parte utilizada, o trabalhador deixa de ter a garantia do governo de rendimento com base na Taxa Referencial de Juros (TR) mais 3% ao ano e passa a correr riscos de mercado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.