Trabalhadores ligados à CUT fazem manifestação na Paulista

Vários trabalhadores ligados à Central Única dos Trabalhadores (CUT) estão concentrados, na manhã desta sexta-feira, na Praça Oswaldo Cruz, próximo à avenida Paulista. Eles estão se preparando para uma passeata até a sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), onde pretendem entregar uma minuta sobre a retomada do emprego, recuperação do poder do salário e jornada de trabalho para a direção, informou a rádio CBN. Após a entrega, eles seguem para o Banco Central, também na avenida Paulista.Cerca de 40 homens da Polícia Militar estão acompanhando a movimentação das pouco mais de 200 pessoas. Fazem parte da manifestação integrantes de todas as categorias do setor privado que estarão em campanha salarial a partir do mês de agosto, entre eles químicos, metalúrgicos e bancários. Outro ponto de concentração de manifestantes está na frente do Masp. Eles pretendem se encontrar em frente à Fiesp.A manifestação que a CUT fará nesta sexta-feira nas principais capitais brasileiras não será contra a política econômica do governo Lula, mas para pedir ajustes nessa política, de forma a garantir a sustentação do crescimento econômico brasileiro no longo prazo. "Somos a favor do Brasil e da classe trabalhadora e não contra a política econômica de Lula", disse o presidente da central, Luiz Marinho.O sindicalista reconhece que os índices de criação de emprego e da atividade industrial são positivos e considera as manifestações naturais. "Nosso entendimento é que, embora os dados desse momento sejam positivos, não podemos ficar em casa, cruzando os braços, e torcer para que se mantenham nos próximos anos", disse.Veja mais informações sobre o assunto nos links abaixo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.