Trabalhadores querem administrar verba do sistema S

O presidente do Conselho Nacional do Serviço Social da Indústria (Sesi), Jair Meneguelli, propôs nesta quinta-feira a participação do trabalhador na gestão dos recursos do chamado sistema "S". Atualmente, as entidades do sistema são administradas só pelos empresários. Ele vai propor também a participação de membros do governo federalO outro ponto importante a ser discutido no fórum sobre o sistema, que começou hoje, segundo Meneguelli, é a arrecadação do dinheiro que financia as entidades. Hoje, a arrecadação é feita por meio de contribuição compulsória das empresas, calculada com base em um porcentual do total da folha de pagamentos e também por meio dos serviços prestados pelas entidades, como os cursos pagos. O sistema "S" tem um orçamento de R$ 7 bilhões para 2003.O presidente do Conselho do Sebrae e da Confederação Nacional da Indústria, deputado federal Armando Monteiro Neto (PMDB-PE), declarou-se favorável à manutenção da contribuição compulsória das empresas. ?A experiência internacional mostra que essa é a melhor forma, e hoje, a contribuição sobre a folha de salários ainda é o melhor parâmetro?, disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.