Tráfego aéreo no Brasil cresce 13,3% no 1º quadrimestre

O tráfego aéreo doméstico voltou a crescer a dois dígitos em abril, na comparação com o mesmo mês do ano passado. Depois de avançar 19,9% em março, o crescimento foi de 14,5% em abril, sobre o mesmo período em 2004. Com isso, o crescimento do setor aéreo acumula 13,3% no primeiro quadrimestre deste ano.Por empresas, os crescimentos de demanda foram os seguintes em abril: Gol apresentou alta de 56,5%, TAM, 46,4%; e Varig, 3,2%, sobre o mesmo mês do ano anterior. As estatísticas do Departamento de Aviação Civil (DAC) de tráfego levam em conta a quantidade de passageiros transportados por quilômetro voado.A ultrapassagem da Varig pela Gol na participação do mercado doméstico veio antes do que esperavam os consultores do setor. Isso porque, de um lado, a Varig não conseguiu acompanhar o crescimento da demanda, ampliando sua oferta de vôos de forma a capturar mais mercado. Do outro, a Gol vem oferecendo um produto mais barato e tem ganho participação de mercado.Castellini também avalia que a recente campanha promocional da Varig, ligada ao aniversário de 78 anos da empresa, poderá ajudar a empresa a reverter esta perda de participação no tráfego doméstico no curto prazo, o que não deve, contudo, se sustentar por muito tempo. Tráfego internacionalO tráfego internacional realizado por empresas brasileiras cresceu 11,8% em abril sobre o mesmo mês do ano passado e acumula aumento de 15,5% no primeiro quadrimestre, comparado ao período em 2004. Do total transportado pelas empresas brasileiras para o exterior, a divisão é a seguinte: Varig tem 82,23%; TAM, 15,84%; e Gol, 1,91%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.