Divulgação/CPFL
Divulgação/CPFL

Trajeto SP - Campinas terá corredor para carro elétrico

Projeto prevê instalação de eletropostos no trajeto; primeiro deve ser instalado entre o fim de julho e início de agosto no Posto Graal 67, na rodovia Anhanguera, sentido interior

JOSÉ MARIA TOMAZELA , SOROCABA , O Estado de S.Paulo

16 de junho de 2015 | 02h04

Um corredor rodoviário para carros elétricos pioneiro no Brasil vai funcionar a partir de agosto entre Campinas, interior de São Paulo, e a capital. O projeto resulta de parceria entre a CPFL Energia e a rede Graal de postos de serviços. O primeiro eletroposto será instalado entre o fim de julho e início de agosto no Posto Graal 67, na rodovia Anhanguera, sentido interior. Em seguida, o serviço será expandido para outros postos da rede, como o Posto 56, na rodovia Bandeirantes, sentido capital.

Os eletropostos permitirão o carregamento rápido dos veículos, reabastecendo 80% da bateria em meia hora. Inicialmente, os equipamentos serão compatíveis com os carros elétricos fabricados com plug tipo 2, o que inclui as montadoras Renault, BYD e BMW. Até o fim do ano, a companhia avalia estender o uso a veículos com o plug tipo 1, produzidos pela Nissan e pela Mitsubishi.

A empresa de energia ficará responsável pela instalação da infraestrutura do eletroposto rápido, que inclui transformador, carregador e cabeamento. A rede Graal assumirá as despesas com o consumo de energia. Com isso, os usuários poderão reabastecer seus veículos elétricos gratuitamente, 24 horas por dia, com cadastro prévio.

O Brasil deve dobrar a venda de automóveis elétricos em 2015. No ano passado, foram vendidos 855 modelos. A frota nacional é formada por 3 mil veículos, segundo a Associação Brasileira do Veículo Elétrico (ABV), que apoia o projeto. A expectativa até 2020 é atingir de 30 mil a 40 mil veículos "verdes".

Tudo o que sabemos sobre:
carro elétricoO Estado de S. Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.