Transações devem aumentar 30% e somar R$ 9,6 bi

Em dez anos, foram emitidos mais de 580 mil cartões BNDES, que respondem por 70% das operações do banco

O Estado de S.Paulo

30 de novembro de 2012 | 00h00

O valor das transações com o cartão BNDES deverá fechar em R$ 9,6 bilhões, 30% acima do resultado de 2011. De janeiro a novembro, foram feitas 644 mil operações, que superam as 540 mil realizadas ao longo do ano passado. "As operações com o cartão avançam no momento em que o conjunto da economia brasileira tem um desempenho modesto", afirma Ricardo Albano, chefe do Departamento de Operações de Internet do BNDES.

Segundo Albano, desde que o cartão BNDES foi lançado em 2002, a expansão tem sido significativa. De 2003 até 2011, o valor movimentado subiu mais de 6 mil vezes, passando de R$ 1,2 milhão para R$ 7,5 bilhões. Entre 2010 e 2011, o salto foi de 76,6%. Ao longo de dez anos, foram emitidos mais de 580 mil cartões.

"Existem outros instrumentos do BNDES para micro, pequenas e médias empresas, mas o cartão é seguramente o mais simples de se obter", diz o diretor. Segundo ele, a parte burocrática está concentrada na concessão. Depois, o empresário fica com o crédito pré-aprovado disponível para usar quando e como quiser, e não precisa voltar ao banco para entregar novos documentos ou obter aprovações. Conforme a empresa paga as parcelas, vai liberando o limite, como um cartão de crédito convencional.

Recentemente, o cartão atingiu 70% das operações do BNDES. "Os bancos brasileiros fazem 20% dos negócios pela internet. O BNDES supera esse número, o que é ótimo porque não tem a capilaridade das agências comerciais. Isso nos aproxima das empresas e resulta em uma simplificação dos processos operacionais", ressalta.

Metas. O BNDES quer ampliar ainda mais a emissão de cartões nos próximos anos. Hoje, são apenas cinco instituições emissoras: Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Banrisul, Bradesco e Itaú. "Estamos negociando parcerias com outros bancos", diz o diretor. O cartão está presente em 96% das cidades e a meta do BNDES para 2013 é cobrir todo o território nacional. "Ainda faltam 220 municípios", conclui Albano. / D.R.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.