Transbrasil ensaia volta ao mercado

A Transbrasil desistiu da recuperação judicial. A empresa havia entrado com um pedido na 2ª Vara de Recuperação e Falências do Tribunal de Justiça de São Paulo no dia 18, mas nesta quarta-feira o retirou. De acordo com a assessoria de comunicação da companhia, foi encontrada "uma solução de mercado", com apoio de credores e do grupo Sinergy, de German Efromovich. Dono da empresa regional OceanAir, Efromovich comprou e recuperou a colombiana Avianca e está entre os principais investidores com interesse na Varig.A Transbrasil não voa desde dezembro de 2001 e acumula uma dívida de R$ 1 bilhão. Seus principais credores são trabalhadores, Infraero, INSS e Receita Federal e General Electric. Em nota divulgada nesta quarta-feira, a empresa diz esperar informar "o mais breve possível quais os procedimentos que adotará para seguir em frente com o seu planejamento de recuperação e sua conseqüente volta a mercado aéreo". Leia mais sobre a Transbrasil

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.