Transbrasil tenta renovar acordo por três dias

Executivos da Transbrasil estão tentando renovar o acordo com as demais companhias aéreas para que os passageiros que têm bilhetes da empresa possam viajar por mais três dias em outros aviões. Gol, Varig, Vasp, Rio Sul, TAM e Pantanal ainda não confirmam a prorrogação do acordo, que em princípio vale até a meia-noite de hoje. Até esse horário, os passageiros com bilhetes da Transbrasil poderão trocá-los por passagens de outras empresas mediante o pagamento de uma taxa de R$ 30 por bilhete. O acerto foi feito por três dias, desde a paralisação da Transbrasil na terça-feira, para evitar uma crise maior na indústria. O presidente da Pantanal, Ramiro Tojal, afirmou que os executivos das empresas combinaram de se falar por telefone e podem anunciar novidades ainda hoje, por volta de 20h30. Tojal acredita que é muito difícil a Transbrasil conseguir receber créditos de ICMS recolhidos indevidamente pelos Estados. "Esta é uma ação difícil de ganhar em qualquer lugar do mundo". De acordo com ele, a situação da companhia é complicada porque ela precisa de uma injeção imediata de recursos para colocar combustível nos aviões e voltar a voar.

Agencia Estado,

06 Dezembro 2001 | 19h11

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.