Bain & Company/divulgação
Bain & Company/divulgação

‘Transformação digital só atinge êxito total em 12% das empresas’, alerta líder de consultoria

Para Patrick Litre, empresas têm bastante dificuldade em transpor barreira digital

Fernando Scheller, O Estado de S. Paulo

10 de junho de 2019 | 05h00

Transformação digital ainda é uma barreira que as grandes empresas têm bastante dificuldade em transpor para não serem engolidas por novos negócios e tecnologias, segundo Patrick Litre, sócio da Bain & Company e líder da área de transformação corporativa da consultoria. Segundo ele, ao decidir captar as vantagens de uma operação mais digital, companhias tradicionais sofrem ainda com uma taxa de sucesso bastante baixa. Só 12% dos negócios que tentam mudar conseguem atingir todas as metas. Leia, a seguir, os principais trechos da entrevista:

Como as empresas podem decidir o que fazer para se tornarem mais digitais?

As empresas precisam entender como a economia digital tem impacto em seus principais negócios. E como elas podem usar o digital para melhorar a experiência dos consumidores, automatizar processos, aplicar aprendizado de máquina e ganhar significativamente em produtividade. Outra pergunta a ser feita é: como a tecnologia pode trazer novos negócios para a minha companhia?

Mas como entender a hora de mudar?

Quando uma companhia nos busca para fazer a transformação digital, temos geralmente dois cenários: ou um visionário percebeu a questão antes do tempo ou então a companhia está sendo atacada de alguma forma. A forma mais eficaz de agilizar essa transformação é pela aplicação de técnicas de cocriação, começando pelos líderes da companhia. 

Mas essa mudança não amplia riscos?

A inovação ágil exige mais risco. Funciona assim: você tenta montar um protótipo para mostrar a alguém. A implantação é rápida, e as correções de curso se dão enquanto o projeto está em andamento. Todas as operações do Vale do Silício que tiveram sucesso nos últimos dez anos testaram para aprender. Se o projeto fracassa, elas seguem em frente. 

E as empresas estão tendo sucesso ao encarar os desafios digitais?

Pelas nossas contas, apenas 12% das companhias têm sucesso completo, enquanto 20% são consideradas um fracasso, por não conseguirem completar sequer 50% dos objetivos estabelecidos. A grande maioria fica no meio termo, com 50% a 60% das metas atingidas.

A estrutura muito rígida das companhias é uma barreira à inovação?

Os silos e a mentalidade territorial estão entre os principais obstáculos à inovação. O mundo digital não respeita departamentos, exigem soluções multidisciplinares. 

Tudo o que sabemos sobre:
tecnologia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.