Transgênicos fora do mercado

A Vigilância Sanitária de São Paulo deu prazo de 15 dias para que os fabricantes retirem do mercado os nove alimentos nos quais foi constatada a presença de ingredientes de origem transgênica, sem que isso esteja especificado na embalagem. As empresas devem apresentar à Vigilância relatório comprovando o recolhimento dos produtos. Se a ordem não for cumprida, os fabricantes poderão receber multa de R$ 500 a R$ 85 mil. A determinação envolve os fabricantes dos produtos denunciados pelo Instituto de Defesa do Consumidor (Idec), há cerca de um mês e meio, depois de análises que constataram a presença de ingredientes transgênicos. São eles: Chips sabor bacon (da Gourdand), sopa desidratada de milho (Knorr), macarrão instantâneo sabor galinha (Cup Noodles), salsicha tipo viena (da Swift), Nestogeno com soja (Nestlé do Brasil), os leites de soja Supra Soe (Josapar), PróSobee (Bristol-Myers-Squibb) e Soy Milke (Olvebra), além do cereal Shake Diet de morango (Olvebra). Veja no site do Instituto de Defesa do Consumidor (Idec) a lista completa dos alimentos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.