Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Transporte público tem aumento de 102,84% em seis anos

Encarecimento dos combustíveis é o principal responsável pela inflação das tarifas desde janeiro de 2001

Alessandra Saraiva, da Agência Estado,

21 de setembro de 2007 | 16h33

Os principais tipos de transporte público urbano tiveram reajustes de preços bem acima da inflação do varejo durante o período de janeiro de 2001 a agosto de 2007, de acordo com o levantamento da Fundação Getúlio Vargas (FGV).  O encarecimento dos combustíveis foi o principal responsável pelo aumento de 102,84% das tarifas, o que representa quase o dobro do apurado pelo Índice de Preços ao Consumidor (IPC) no mesmo período, que acumula alta de 54,82%. Um exemplo dessa alta é o óleo diesel, cujos preços acumularam elevação de 149% durante o período A tarifa de ônibus urbano foi a que sofreu o maior aumento, de 110,61%, seguida por trem (94,04%), metrô (82,61%), táxi (72,86%) e transporte escolar (64,94%). Apenas a passagem de barca e aerobarco apresentou aumento acumulado de preços abaixo da inflação do varejo, de 49,65%.  "Somente a tarifa de ônibus urbano responde por mais de 50% do resultado de custos de transporte público urbano", avalia o economista da FGV André Braz.  Segundo o estudo, os gastos com transporte público respondem por 6% do total de despesas das famílias.

Tudo o que sabemos sobre:
transporte públicoinflação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.