Transportes é destaque na alta do IPCA-15 de agosto

O grupo Transportes foi o que mais influenciou a inflação de 0,39% medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - 15 (IPCA-15) em agosto, divulgado nesta quarta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A variação dos preços desse grupo saiu de queda de 0,59% em julho para estabilidade (0%) em agosto, por causa dos itens automóvel novo (de -2,47% para +0,04%), ônibus interestadual (de 1,49% para 3,40%), seguro de veículos (de -0,33% para +0,96%) e automóvel usado (de -2,45% para -0,15%).

FERNANDA NUNES, Agencia Estado

22 de agosto de 2012 | 10h01

O IBGE destacou também a alta do grupo Saúde e Cuidados Pessoais, de 0,37% em julho para 0,52% em agosto. Neste caso, a inflação foi puxada pelos resultados de remédios (de 0,07% para 0,52%) e dos artigos de higiene pessoal (de 0,30% para 0,55%). A alta do grupo Educação (de 0,10% para 0,54%) refletiu o avanço de preços dos cursos regulares (+0,32%); e dos cursos diversos, como informática e idiomas, de +1,39%. Os artigos de residência cresceram de 0,19% para 0,23%, em base mensal, por causa da variação de preços nos eletrodomésticos (de -0,67% para 0,70%).

Já o grupo Alimentação e bebidas desacelerou, passando de 0,88% em julho para 0,76% em agosto. Ainda assim, entre os grupos que compõem o IPCA-15, foi o que apresentou a maior variação. O tomate, com alta de 36,65% neste mês ante +29,30% em julho, continuou liderando o ranking dos principais impactos positivos no índice de agosto, com 0,09 ponto porcentual.

O IBGE destaca ainda outras variações de preços no grupo de alimentos: cenoura (de 13,63% para 19,37%), refrigerante fora do domicílio (de 0,47% para 1,84%), cerveja fora do domicílio (de 1,21% para 1,76%), lanche (de 1,68% para 1,66%), óleo de soja (de 1,15% para 1,17%), macarrão (de -0,28% para +1,02%), frango (de -1,30% para +1,01%) e arroz (de 0,33% para 0,91%).

Tudo o que sabemos sobre:
inflaçãoIPCA-15IBGEtransportes

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.