Tratores formam fila de 1,5 km em Brasília

Cerca de 20 mil produtores rurais estão em Brasília para uma manifestação que tem por objetivo chamar a atenção do governo para a crise pela qual passa o setor agropecuário. Cerca de 3 mil máquinas e tratores ocupam neste momento a Esplanada dos Ministérios. As estimativas são da assessoria de imprensa da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), que organiza a manifestação. As máquinas e tratores formam uma fila de cerca de 1,5 km. Em alguns pontos a fila é dupla. Pela Esplanada dos Ministérios podem ser vistos alguns produtores com a camiseta do "tratoraço", como é chamado o protesto. Nos tratores e nas máquinas foram afixadas faixas com os dizeres: "Financiado" ou "Agricultura pede socorro", entre outros. Os produtores trouxeram algumas faixas para criticar o governo: "Que saudade do FHC", diz uma. Outra diz "Lula e Palocci: as piores pragas da agricultura". Os agricultores também aproveitam para destacar nas faixas a importância do setor agropecuário: "Passa pelo celeiro metade do PIB do Brasil". Um produtor aproveitou para criticar o governo, que argumentou que não era possível emprestar dinheiro para agricultura sem antes acabar com o rompo da Previdência. Essa colocação foi feita pelo ministro da Fazenda, Antonio Palocci, em reunião na semana passada com a bancada ruralista. "Não precisa tirar dinheiro da Saúde, nem da Educação. Tire do mensalão", ironizou um produtor.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.