Trem-bala polonês é aprovado nos primeiros testes

Passageiros da primeira viagem elogiam baixo nível de ruídos e conforto dos vagões

EFE

29 de agosto de 2013 | 14h46

POLÔNIA - O novo trem-bala polonês importado da Itália entrou em fase de testes, mas por enquanto só circula a uma velocidade máxima de 100 quilômetros por hora.

Os primeiros testes foram na cidade de Bychowo. Os trens Pendolino podem alcançar a velocidades de até 230 quilômetros por hora.

Os maquinistas iniciaram os testes práticos depois de várias semanas de aulas teóricas.Entre os passageiros da primeira viagem estavam repórteres de vários jornais e emissoras polonesas.

Os jornalistas relataram que ficaram impressionados com o surpreendente silêncio dentro dos vagões em movimento. "Não há nenhum ruído, nem solavancos tanto na partida como na chegada às estações", comentou o repórter do canal TVN 24."Os passageiros podem conversar tranquilamente e o espaço das poltronas é bastante confortável", acrescentou.

Os maquinistas também elogiaram o trem-bala. "As primeiras impressões são muito positivas. A tecnologia é totalmente nova para o que estávamos acostumados", disse o maquinista Jacek Rutkowski.

 Os novos trens farão o trajeto entre Varsóvia e a Cracóvia, principais cidades do país, facilitando o transporte entre as regiões Norte e Sul na Polônia.

Tudo o que sabemos sobre:
trem bala

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.