Tribunal de Roma aprova seqüestro de bens da Argentina

Um Tribunal de Roma aprovou o seqüestro de bens da Argentina na Itália, para compensar a perda sofrida por cidadãos italianos que investiram em bônus do Tesouro argentino. A medida foi movida por uma ação coletiva de poupadores italianos para tentar recuperar o dinheiro perdido. Segundo o ?Comitê de Poupadores na Argentina?, presidido pelo advogado Mauro Sandri e composto por dez italianos, a decisão da Justiça implica no embargo de imóveis do governo argentino e alguns milhões de dólares destinados ao país em direitos especiais de transferência, a divisa utilizada pelo Fundo Monetário Internacional. Cerca de 350 mil italianos investiram ? 25 bilhões em bônus argentinos. As informações são do site do jornal Ámbito Financiero.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.