Tributação é problema maior que juro, dizem empresários

Pesquisa da consultoria PricewaterhouseCoopers entre empresários dos principais segmentos econômicos da região Nordeste aponta que 50,5% acreditam que a reforma tributária é o principal problema econômico a ser enfrentado pelo governo de Luiz Inácio Lula da Silva. Inflação e juros estão em segundo lugar, com, respectivamente, 13,6% e 12,6% dos votos. Em seguida, está a corrupção, com 8,7%. A política cambial foi citada por apenas 1% dos empresários do NE. Coerentes com esse resultado, os empresários citaram a carga tributária como o item que provoca maior impacto nos negócios, com 85,7%. Em seguida, os empresários citaram a redução das margens de lucros (69%) e o custo financeiro (61,9%) como outros problemas que enfrentam. Feita entre março e abril deste ano, a pesquisa "A força do Nordeste" ouviu 84 empresários que empregam, no seu conjunto, 48.500 funcionários e apresentam um faturamento anual médio em torno de R$ 5 bilhões. Dos Estados nordestinos, apenas a Bahia não fez parte da pesquisa, porque foi alvo de outra sondagem. Na pesquisa, os empresários afirmam que o crescimento de seus negócios tem sido superior ao de outras regiões do País. E como vantagens da região citaram, principalmente, custos menores (23,8%) e a possibilidade de expansão nos negócios (22,6%).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.