Tributos federais que vencem na sexta-feira

Vence, na sexta-feira, o prazo para o pagamento do carnê-leão, do imposto sobre ganhos de capital na venda de bens e do Imposto de Renda sobre o lucro apurado na venda de ações, em outubro, sem acréscimo.No caso do carnê-leão, o imposto deve ser calculado sobre os ganhos obtidos de pessoa física, como aluguel e pensão alimentícia, ou do exterior acima de R$ 900. Esse é o valor líquido, já com os descontos permitidos com dependentes, INSS, livro-caixa. Se a origem da renda for o aluguel, o proprietário poderá deduzir a taxa de administração imobiliária. Código: 0190.Na venda de bens, o Imposto de Renda sobre ganhos de capital é calculado sobre a diferença entre o valor de alienação e o de aquisição do bem. A alíquota do imposto é de 15%. Há isenção na venda de bens até R$ 20 mil; de imóveis adquiridos até 1969 ou do único imóvel por até R$ 440 mil, desde que o contribuinte não tenha feito outra venda nos cinco anos anteriores. No caso de imóvel, pode-se abater 5% por ano que o bem pertenceu ao contribuinte até 1988. Código 4600.Quem teve lucro na venda de ações em outubro também deve recolher o IR, mas apenas no caso de ter obtido ganho líquido em negócio cujo valor de alienação supere R$ 4.143,50. A diferença positiva entre o valor de venda e o custo de aquisição deve ser submetida à alíquota de imposto de 10%. Código: 6015.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.