Trichet afirma que UE está aberta para novos membros

A união monetária e econômica da Europa tem o compromisso de aceitar novos membros, disse hoje o presidente do Banco Central Europeu, Jean-Claude Trichet. Segundo ele, a zona do euro não é uma loja exclusiva e fechada. Trichet participou hoje de um evento para celebrar o acesso da Estônia à zona do euro a partir de 1º de janeiro de 2011. "Ao contrário. A zona do euro está aberta para qualquer país que preencha as precondições de maneira sustentável", disse.

AE, Agencia Estado

19 de setembro de 2010 | 14h33

A União Europeia (UE) aceitou o pedido da Estônia de mudar sua moeda para que possa integrar o bloco a partir do próximo ano. A aceitação aconteceu sob algumas reservas feitas pelo banco central europeu, que expressou dúvidas sobre a habilidade da Estônia em sustentar a inflação baixa à medida que saia da recessão.

O economista chefe do banco, Juergen Stark, afirmou que, diante da inabilidade da Grécia em se manter dentro da disciplina requerida pela UE, os futuros requerentes devem ser avaliados de forma mais eficaz. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.