Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Trichet vê declínio econômico forte e riscos menores de inflação

Os riscos de inflação na zona do euro continuam a diminuir, e a demanda ficará contida por um período prolongado, disse o presidente do Banco Central Europeu (BCE), Jean-Claude Trichet, nesta quinta-feira. "A expansão monetária está se moderando ainda mais, o que dá apoio à avaliação de que pressões inflacionárias e os riscos estão diminuindo", disse Trichet em uma coletiva de imprensa após o BCE ter cortado a taxa de juro em 0,5 ponto percentual, para 2,0 por cento. "Tanto a demanda global quanto a da zona do euro devem ficar contidas por um período prolongado", disse. Dados oficiais confirmaram nesta quinta-feira que a inflação da zona do euro caiu para 1,6 por cento em dezembro, bem abaixo da meta do BCE de pouco menos de 2 por cento. "Nós consideramos que os riscos à estabilidade dos preços no médio prazo estarão amplamente equilibrados", disse Trichet. "Isso leva em consideração os últimos dados econômicos divulgados e informações de pesquisa que acrescentam evidências mais claras à avaliação de que a zona do euro está enfrentando um significativo declínio." Alguns economistas têm falado sobre a ameaça de que a zona do euro seja atingida pela deflação --uma queda sustentada dos preços.

REUTERS

15 de janeiro de 2009 | 12h56

Tudo o que sabemos sobre:
MACROTRICHETINFLACAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.