Trigo desenvolvido no Brasil será lançado na Argentina

Uma semente de trigo desenvolvida no Brasil está à venda na Argentina. "É a primeira vez que o Brasil licencia uma semente de trigo para a Argentina", conta o pesquisador e sócio da OR Melhoramento de Sementes, Ottoni Rosa Filho. A empresa detém cerca de 20% do licenciamento de cultivares de trigo no País. Além da Argentina, a OR já licenciou a mesma variedade (Ônix) para o Uruguai, onde a primeira safra comercial também será feita este ano. A semente já foi multiplicada por dois anos na Argentina e a oferta de 100 mil sacos está praticamente esgotada, observa Rosa Filho. O volume é suficiente para semear cerca de 50 mil hectares. O produto foi classificado como Tipo 2 (para panificação) pelo Instituto Nacional de Tecnologia Agropecuária (Inta) da Argentina - onde há três tipos de trigo. No Uruguai, a variedade foi multiplicada no ano passado e estarão disponíveis cerca de 35 mil sacos em 2004, o suficiente para cultivar 12 mil hectares. A OR Sementes recebe os royalties pelo desenvolvimento da variedade, produzida em Passo Fundo (RS). A companhia tem 12 cultivares de trigo licenciadas no Brasil. Na Argentina, a empresa licenciou a semente para a Associados Don Mário, que é líder em variedades de soja. A parceria vai permitir também o fluxo inverso do material: a OR está testando sementes de soja argentina no Rio Grande do Sul. Por enquanto, o produto é convencional, mas quando as variedades transgênicas forem liberadas também serão testadas. A vantagem do intercâmbio, avalia Rosa Filho, é contar com o conhecimento dos argentinos no melhoramento do trigo e, além disso, introduzir a soja em sua atividade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.