Trip fará financiamento para comprar jatos da Embraer

O presidente da companhia aérea Trip, José Mario Caprioli dos Santos, informou hoje que buscará financiamento no mercado internacional para a compra dos jatos da fabricante brasileira Embraer. A empresa anunciou hoje a aquisição de cinco aeronaves modelo 175, por US$ 167,5 milhões. O contrato prevê ainda opção de outras 10 aeronaves e direito de compra para mais 15."Vamos utilizar os mecanismos clássicos como leasing financeiro ou leasing operacional", disse. O executivo explicou que já está conversando com empresas que arrendam aviões e que não deverá encontrar problemas para fechar a operação. "O Embraer 175 é um ativo que tem apelo no mercado internacional pela eficiência no consumo de combustível", explica.O presidente da Trip disse ainda que a empresa não pretende buscar financiamento junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), mas que poderá consultar a instituição quando exercer a opção das outras 10 aeronaves - prevista para acontecer somente em 2010.O executivo lembra ainda que a empresa firmou no início do ano passado um contrato para a compra de 12 aviões modelo ATR, fabricados pelas empresas Aerospatiale, da França, e a italiana Alenia, que fazem parte do consórcio Airbus. Desse total, sete são compras firmes e cinco são opções, com um preço total de US$ 200 milhões.Caprioli explica que o início das entregas está atrasado (a previsão inicial era de que o primeiro avião chegasse em fevereiro deste ano) por conta da complexidade da operação, além de novos fatos pelo qual passaram a empresa, como a sua reestruturação societária, ocorrida no fim de 2006 com a entrada do grupo Água Branca em seu capital.A previsão é de que o primeiro avião seja recebido ainda este mês. Outros dois deverão ser incorporados à frota em outubro e dezembro deste ano. Para 2009, está prevista a chegada de outros quatro, e mais cinco para 2010.Atualmente a Trip é a maior companhia aérea regional do País e da América do Sul e conta com 950 funcionários em todo o Brasil. A companhia realiza ligações entre 60 municípios, sendo que 50% das cidades atendidas só contam com operações aéreas da empresa. Entre seus passageiros, 70% viajam a negócios e 30% a lazer e assuntos pessoais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.