TRT indefere pedido de prisão contra presidente da Volks

O Tribunal Regional do Trabalho (TRT-SP) rejeitou hoje o pedido de prisão contra Hanz Cristhian Maergener, presidente da Volkswagen, solicitado pelo Sindicato dos Metalúrgicos do ABC. O pedido foi feito após a montadora não ter realizado o pagamento integral dos salários referentes ao período de greve dos empregados.O sindicato alegou que a montadora teria praticado "retenção dolosa de salário" ao descontar os dias de greve dos operários da unidade de São Bernardo do Campo. O sindicato também pediu "a penhora de todas as contas correntes bancárias da Volkswagen" como garantia do pagamento.Segundo informações do TRT, o pedido foi indeferido pela juíza Dora Vaz Treviño, que sustentou que a ação já tramita no Tribunal Superior do Trabalho (TST). Para a juíza, "as medidas pretendidas pelo sindicato obreiro devem ser objeto de reclamação específica".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.