Tom Brenner/NYT
Tom Brenner/NYT

Trump apoia boicote contra Harley Davidson em disputa tarifária

Empresa tradicional de motocicletas vai mudar parte de sua produção para o exterior para fugir de tarifas de exportação

Agências, Reuters

12 Agosto 2018 | 18h49

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, apoiou neste domingo, 12, um boicote contra a fabricante norte-americana de motocicletas Harley Davidson, no mais recente episódio da disputa entre a companhia e Trump sobre as tarifas do aço.

A fabricante de motocicletas de Wisconsin anunciou um plano no início deste ano para transferir, dos Estados Unidos para fábricas no exterior, a produção de motocicletas voltadas para o mercado europeu, com o objetivo de evitar as tarifas impostas pelo bloco comercial em retaliação às tarifas de Trump sobre as importações de aço e alumínio.

Em resposta, Trump criticou a Harley Davidson, pedindo impostos mais altos e ameaçando atrair produtores estrangeiros para os Estados Unidos para aumentar a concorrência.

“Muitos proprietários do @harleydavidson planejam boicotar a empresa se a produção mudar para o exterior. Ótimo! A maioria das outras empresas está vindo em nossa direção, incluindo concorrentes da Harley. Uma medida realmente ruim! Os EUA terão em breve condições de igualdade”, disse Trump em um post no Twitter.

A Harley Davidson se recusou várias vezes a comentar as observações de Trump ao longo da disputa. A empresa não pôde ser imediatamente contactada para comentar o assunto neste domingo.

A Harley prevê que as tarifas da UE custariam à empresa entre US$ 30 milhões e US$ 45 milhões para o restante de 2018. Para uma temporada inteira de produção, as tarifas ficariam entre US$ 90 milhões e US$ 100 milhões de dólares. 

Trump se encontrou no sábado com um grupo de motociclistas que o apoiam, posando para fotos com cerca de 180 motociclistas em seu resort de golfe em Bedminster, Nova Jersey, onde ele está de férias.

Fabricantes de motocicletas baseadas fora dos Estados Unidos incluem as japonesas Honda e Yamaha , as europeias BMW e Ducati, bem como as indianas Hero e Bajaj Auto, entre outras.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.