AP Photo/Evan Vucci
AP Photo/Evan Vucci

Trump defende reforma tributária para atrair empresas de volta aos EUA

Para presidente, é necessário baixar impostos para tornar a produção no país mais atrativa e também para beneficiar a classe média

Francine De Lorenzo, O Estado de S.Paulo

14 Setembro 2017 | 21h10

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, voltou a defender nesta quinta-feira, 14, a realização de uma reforma tributária no país, voltada principalmente para as empresas e para a classe média.

"Minha prioridade é trazer as empresas de volta aos EUA. Queremos empresas que produzam empregos neste país", afirmou Trump ao chegar nesta manhã na Florida, onde visitará áreas afetadas pela passagem do furacão Irma.

Segundo Trump, é necessário baixar impostos para tornar a produção no país mais atrativa e também para beneficiar a classe média. O projeto que está sendo negociado com parlamentares prevê uma redução do imposto corporativo de 35% para 15%.

Brasil. Recentemente, o economista Maílson da Nóbrega afirmou que sem uma ampla reforma tributária, que reorganize e unifique a cobrança de impostos em todo o País, o Brasil jamais conseguirá escapar da sina de crescer a taxas contidas. Ele enxerga a atual dinâmica do ICMS nos Estados como uma "insanidade".

++ Reforma tributária começa a ser discutida

Ex-ministro da Fazenda no governo de José Sarney e sócio da Tendências Consultoria Integrada, Maílson afirma que a reforma tributária é a mais importante para elevar a produtividade na economia. No entanto, ele vê o governo do presidente Michel Temer com "zero" espaço para tocar as mudanças. "A reforma tributária exige capital político e preparação do projeto, além de uma boa campanha de marketing e de convencimento dos governadores", diz Maílson. "Isso pressupõe um presidente eleito diretamente, com legitimidade e liderança."

Leia a entrevista na íntegra.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.