Dave Sanders/The New York Times)
Dave Sanders/The New York Times)

Trump diz que distorções do mercado chinês não são aceitáveis

Presidente americano reforçou ainda que os Estados Unidos não vão aceitar que outras nações 'tirem vantagem' de seu país

Monique Heemann, O Estado de S.Paulo

25 Setembro 2018 | 13h29

O presidente americano, Donald Trump, voltou a criticar a China em seu discurso na Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU). "As distorções do mercado chinês e o modo como lidam com isso não são aceitáveis", afirmou.

"Há países aceitos pela OMC [Organização Mundial do Comércio] que violam cada princípio em que ela é baseada", disse. O republicano voltou a criticar os planos de transferência tecnológica chineses e violações à propriedade intelectual, que segundo ele infringem acordos de livre-comércio.

O presidente americano reforçou ainda que os Estados Unidos não vão aceitar que outras nações "tirem vantagem" de seu país e disse que "algumas manipulam suas moedas" com esse objetivo. Trump já havia acusado a China e a Europa de manipulação cambial.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.