AP Photo/Susan Walsh
AP Photo/Susan Walsh

ESG

Coluna Fernanda Camargo: É necessário abrir mão do retorno para fazer investimentos de impacto?

Após reunião, EUA e China retomam negociações comerciais e Trump desiste de impor novas tarifas

O presidente americano classificou a reunião com o líder chinês como 'excelente' e disse que as negociações bilaterais 'estão bem encaminhadas'

Redação, O Estado de S.Paulo

29 de junho de 2019 | 01h58

OSAKA - Os presidentes da China, Xi Jinping, e dos Estados Unidos, Donald Trump, decidiram retomar as negociações comerciais entre os dois países. Em encontro que ocorreu neste sábado, 29, à margem da cúpula do G-20, em OsakaWashington desistiu de aplicar novas tarifas às importações chinesas, segundo a agência oficial de notícias Xinhua. 

"Pelo menos por enquanto" Washington não irá impor novas tarifas e nem irá retirar as que já existem, disse Trump em uma coletiva de imprensa no G-20. "Vamos continuar negociando." O presidente americano classificou a reunião com o líder chinês como "excelente" e disse que as negociações bilaterais "estão bem encaminhadas". O esperado encontro buscava uma saída para a guerra comercial entre os dois países.

"Tivemos uma ótima reunião com o presidente chinês. Diria que foi excelente", declarou Trump após o encontro. "Voltamos a um bom caminho", afirmou o presidente, prometendo, em breve, um comunicado das duas partes.

Na abertura dos trabalhos, Xi havia manifestado sua convicção de que "o diálogo" é preferível à "confrontação". Trump, por sua vez, respondeu estar pronto para um acordo "histórico" sobre as relações comerciais. / AFP

Tudo o que sabemos sobre:
Donald TrumpXi JinpingG-20

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.